Amanhã, dia 31 de janeiro, o ScrumHalf completa 1 ano desde seu lançamento. Ao longo desse ano, tivemos a oportunidade de conversar com muitas pessoas que estão utilizando o ScrumHalf para o primeiro projeto Scrum e ficamos muito honrados por ajudar cada vez mais equipes a adotarem o Scrum em seus projetos.

Por isso, hoje teremos um breve tutorial sobre como começar a utilizar o ScrumHalf, apresentando desde a criação do primeiro projeto até o final da primeira Sprint. Para seguir esse tutorial, é preciso fazer um cadastro em nossa ferramenta, através do site www.scrumhalf.com.br.

Criando um projeto:

Utilize o login e a senha cadastrados para acessar o ScrumHalf.

Na tela aberta logo após o login, podemos ver um botão para criar um novo projeto. Começaremos por esse passo. Após clicar no botão basta informar um nome, uma descrição e seus papéis nesse projeto (para quem tem dúvida sobre os papéis no Scrum, é só acessar nosso post: "Quais são os três papéis no Scrum? – FAQ Scrum").

No ScrumHalf, a escolha dos papéis é importante, pois determina o que cada membro poderá fazer. O Product Owner, por exemplo, é o único que pode aprovar as histórias propostas no Product Backlog.

Criando as primeiras histórias:

O Product Backlog representa o escopo do projeto. Esse escopo é dividido em diversos itens, que chamamos de histórias. Não é necessário que o escopo esteja totalmente definido antes do início do projeto. Podemos começar com poucas histórias e ir evoluindo ao longo do desenvolvimento.

Acesse a aba “PRODUCT BACKLOG”. No topo da tela é possível ver algumas estatísticas e também o botão para criação de histórias. Uma história pode ter título, descrição, valor agregado, estimativa e algumas tags para facilitar a organização do Product Backlog. Para criação, apenas o título é obrigatório, mas a história precisará também de uma estimativa para posteriormente fazer parte de uma Sprint.

Uma história criada vai para a lista de histórias propostas. O Product Owner precisa aprovar essa história para que ela faça parte do Product Backlog. Após a aprovação, o Product Owner pode ordenar o Backlog, colocando no topo as histórias de maior prioridade.

Trabalhando na primeira Sprint:

Antes de criar sua primeira Sprint, lembre-se de estimar as histórias que você criou. Para estimá-las, é preciso que você tenha o papel de Equipe Scrum ou de Scrum Master. Tendo um desses papéis, basta alterar as histórias no próprio Product Backlog.

Agora, acesse a aba “SPRINT”. A tela que será aberta apresenta a última Sprint criada. Por enquanto não temos nenhuma, mas podemos criá-la no botão dentro da caixa de detalhes. Para criar nossa primeira Sprint, precisamos dar a ela um nome, uma data de início e uma de término, definir uma meta, e selecionar quais histórias farão parte dessa Sprint.

Como é nossa primeira Sprint, ainda não temos a velocidade média da equipe, o que pode fazer com que a escolha das histórias não seja a ideal. Porém, ao longo do projeto, a velocidade da equipe será conhecida e os planejamentos de Sprint serão ainda mais fáceis de serem feitos.

Esse processo de criação de Sprint é feito na Reunião de Planejamento 1 da Sprint. Nela, a equipe e o Product Owner negociam as histórias que serão desenvolvidas na sprint que está sendo planejada.

Após a primeira reunião de planejamento, com a Sprint já criada, a equipe se reúne e planeja como será o desenvolvimento de cada história (Reunião de Planejamento 2). Para fazer isso no ScrumHalf, acesse a sub-aba “QUADRO DE TAREFAS”. O quadro mostra todas as histórias que fazem parte da Sprint e cada história possui um botão para criação de tarefas. Para planejar o desenvolvimento, basta criar, junto com toda a equipe, as tarefas necessárias para finalização de cada história.

O quadro de tarefas é a parte mais utilizada do ScrumHalf. Durante toda a Sprint, a equipe utiliza o quadro para mover as tarefas para seus respectivos estados: A Fazer, Em Execução ou Pronto. Quando todas as tarefas de uma história estão prontas, a história é considerada pronta também.

A Sprint deverá durar o tempo especificado no momento da criação. É recomendado que a Sprint tenha entre 2 e 4 semanas. Após o fim desse período, é preciso finalizar o desenvolvimento da Sprint clicando no botão “Encerrar” do quadro de tarefas.

Finalizando a Sprint:

Pronto, agora que o desenvolvimento está finalizado, é hora das duas últimas reuniões da Sprint!

Primeiro, a Reunião de Revisão. Nela a equipe apresenta para o Product Owner o que foi desenvolvido e ele avalia se as histórias devem ser aprovadas ou reprovadas. Acesse a sub-aba “REVISÃO” para indicar tudo que foi definido na reunião, informe se a meta foi alcançada e finalize a revisão.

Por último, temos a Reunião de Retrospectiva, com presença da Equipe Scrum e do Scrum Master, que devem discutir pontos positivos e negativos da última Sprint e dar soluções para melhoria no processo de trabalho. A sub-aba “RETROSPECTIVA” permite registrar esses pontos. Após registrar, finalize a retrospectiva e também a Sprint!

Enfim, chegamos ao final do primeiro ciclo de trabalho. Caso queira visualizar o que foi feito, o ScrumHalf permite a visualização de relatórios na sub-aba “RELATÓRIOS”, dentro da aba “PROJETO”.

Além disso, é possível visualizar o histórico de todas as histórias na sub-aba “HISTÓRICO”, dentro de “PRODUCT BACKLOG”.

A partir de agora você já pode continuar seu projeto, marque a próxima Reunião de Planejamento e crie a próxima Sprint.

Boa sorte no seu trabalho!