Muitas vezes ouvimos empresas, que tentaram sem sucesso adotar metodologias ágeis, culpar a metodologia. Mas será que a metodologia em si, utilizada puramente, sem nenhum ajuste na forma de gestão das pessoas irá trazer bons resultados?

O uso, com sucesso, de processos ágeis acontecem em projetos com equipes auto-organizadas e com o comprometimento de cada indivíduo dessa equipe ágil. A gestão comando-controle perde espaço para essa nova gestão de trabalho que deve dar atenção a motivação dos indivíduos.

Um dos 12 princípios do Manifesto Ágil fala sobre motivação e descreve bem a relação da motivação com o ambiente de trabalho:

 

Gestão Ágil

Build projects around motivated individuals.

Give them the environment and support they need, and trust them to get the job done.

Environment + trust = Motivation

Eis a fórmula!

Simples, não?

 


Motivação

Dan Pink destaca 3 fatores que levam a melhorar a performance e a satisfação pessoal. São eles:

  • Autonomy – dar liberdade para o indivíduo direcionar suas ações e decidir como executar o seu trabalho;
  • Mastery – dar importância ao indivíduo para se tornar melhor naquilo que faz, naquilo que importa, favorecendo a excelência no trabalho executado;
  • Purpose – situar o indivíduo dentro do contexto maior para que ele saiba como o seu trabalho contribui para uma causa maior.

Jurgen Appelo em seu livro Management 3.0 destaca diversos fatores que influenciam (ou não) na motivação dos indivíduos.

Motivar seus funcionários e aumentar a satisfação dos mesmos é conhecer e trabalhar as motivações intrínsecas de cada um.  E é exatamente promovendo um ambiente adequado que podemos favorecer essa motivação.

 


Ambiente de Trabalho

Para lidar com profissionais do conhecimento, cujo trabalho exige criatividade e que constantemente trabalham na resolução de problemas ou construção de sistemas complexos, é importante mantê-los motivados para melhor desempenharem suas atividades. E uma "Gestão Organizacional Ágil" favorece, através do ambiente, a motivação dos indivíduos.

O que temos e vemos nesses ambientes, por exemplo, são:

  • Transparência nas informações que levam a melhores tomadas de decisões e favorece o sentimento de "propósito" (Purpose);
  • Indivíduos com espaço para contribuir com ideias de melhorias;
  • Cultura de aprendizagem favorecendo a "Excelência" (Mastery) dos trabalhos;
  • Flexibilidade de horários, home-office, dentre outros;
  • Times auto-organizados que, a partir de metas definidas, definem como alcançá-las;
  • Retrospectivas frequentes para inspeção e adaptação do processo de trabalho;
  • Participação na decisão das contratações;
  • etc.

Agile Brazil 2013

"Gestão Organizacional Ágil" foi um assunto bastante discutido no evento Agile Brazil 2013 (e nos corredores), pois representa a evolução natural na forma de gestão de muitas empresas que buscam trabalhar com processos ágeis de desenvolvimento de software para obter mais qualidade e valor nas entregas de seus produtos.

Nessa linha assisti, no Agile Brazil 2013, três palestras interessantes e alinhadas com esse assunto:

E na sua empresa? Como anda essa Gestão Ágil?

É possível adotar metodologia ágil puramente e ter bons resultados sem nenhum ajuste na forma de gestão?