No sábado, dia 16 de abril, foi realizado mais um trabalho do Projeto Arte de Doar. Tal iniciativa buscou oferecer uma Páscoa mais feliz às crianças da Casa de Leylá, uma instituição sem fins lucrativos de amparo à infância. Há mais de 60 anos a Casa atende gratuitamente cerca de 50 crianças cujas mães necessitam trabalhar, a maioria delas como empregada doméstica. Ou seja, a Instituição propicia a essas crianças um lugar seguro e acolhedor, buscando seu desenvolvimento integral, por meio de atividades didáticas e de entretenimento.

 

O trabalho contou com a participação de cerca de 20 voluntários que foram à Casa de Leylá. Foi servido um apetitoso café da manhã, para dar a energia para a toda jornada que a criançada tinha pela frente: “pula-pula”, “pula corda”, “galinha-choca”, “telefone sem fio”, “queimado”, “pique-pega”, dança e desenho, foram algumas das muitas brincadeiras que alegraram o dia das crianças e dos voluntários. Diversos brindes foram distribuídos ao longo do dia e a alegria contagiou a todos. O Projeto evidenciou que doar é uma boa forma de receber.

Após uma parada para o almoço e um pouco mais de bagunça, as crianças se reuniram para fazer uma oração antes da entrega das doações. Todos se emocionaram ao ver como as meninas sabiam todas as orações de cor e o quanto levaram à sério aquele momento. A empresa Accenture arrecadou e distribui 60 cestas básicas para as crianças e suas famílias, além de ovos de páscoa e kits de higiene pessoal.

 

A GPE arrecadou doações dos funcionários e da própria empresa que foram destinadas à compra de produtos de limpeza, à dedetização e à eventuais necessidades da Casa. Eles se mantêm por meio dessas doações,  e só conseguem ajudar tantas famílias durante todos esses anos, porque podem contar com o apoio de  pessoas e organizações que lhes estendem a mão. Todas as pessoas que lá trabalham são voluntárias, e por mais que tenham seus trabalhos, suas famílias e seus afazeres, fazem questão de dedicar um pouco do seu tempo para essas crianças. Ultrapassar as barreiras individuais, sair um pouco do próprio mundo e trocar gestos de carinho e solidariedade com alguém que precisa é o que faz um dia melhor. É o que nos mostra o real valor da vida.