Colheita de milho - Damião MartinsCOLHER DADOS (GATHER DATA). Essa é a 2a etapa de uma reunião de retrospectiva, conforme apresentado no primeiro post da série Retrospectiva Ágil

O objetivo dessa etapa é criar uma visão compartilhada e mais detalhada do que ocorreu durante um ciclo de trabalho, ou uma sprint (para aqueles que usam Scrum). 

Nem sempre todos possuem a mesma visão sobre um mesmo fato. Olhar de ângulos diferentes, ou seja, olhar pelos olhos de vários membros da equipe, ajuda a compreender melhor o cenário e analisar melhor os fatos para construir melhores soluções para melhoria do processo de trabalho.

When people look only at their own data, the team is less likely to commit to changes and experiments. (Esther Derby and Diana Larsen – Agile Retrospectives)

​Essa é uma etapa muito importante da retrospectiva, pois ela fornecerá material para as etapas seguintes que são: "gerar ideias" e "decidir o que fazer". Então é importante reservar para essa etapa entre 20% a 50% da duração total da reunião de retrospectiva. Ou seja, para uma retrospectiva de 2 horas, reserve uns 25 a 60 minutos para colher dados sobre o que aconteceu durante a sprint.

Os dados a serem colhidos podem ser: métricas, problemas, dificuldades, alegrias, andamento do trabalho, ausencias de membros da equipe, decisões importantes tomadas ao longo da sprint, adoção de novas tecnologias, impedimentos, velocidade, bugs encontrados ao longo do trabalho, dinâmica do trabalho entre os membros da equipe, mudanças na equipe ou no projeto, etc.

O tradicional método que é utilizado para colher dados é aquele em que os membros do time escrevem em post-its de uma cor (amarelo, por exemplo) os pontos positivos e em post-its de outra cora (azul, por exemplo) pontos negativos. Porém há diversas técnicas que podem ser usadas e intercaladas com essa técnica tradicional para apoiar o time nesse processo e para diversificar e não tornar esse trabalho algo monótono, repetitivo e com o tempo desgastado e sem valor.

Outras técnicas podem ajudar a trabalhar separadamente fatos e sentimentos. Quando usamos o método tradicional a pessoa já classifica o dado segundo o seu sentimento informando se o dado foi algo positivo ou negativo.

Separar o fato do sentimento também é importante para aumentar o poder de análise. Porém ambos são importantes para levar a melhor pensar e agir na solução.

Without feelings data, the team may not address the topics that are most important to them(Esther Derby and Diana Larsen – Agile Retrospectives)

Para finalizar listo abaixo outros posts da série:

1. Retrospectiva Ágil

2. Aprendizagem Continúa Ágil

3. Preparando o Palco para a Retrospectiva – 1a etapa

 


Referências

[1] – Agile Retrospectives. Making Good Teams GreatEsther Derby & Diana Larsen, The Pragmatic Programmers